Document Freedom Day

Página

Dfd_leaflet_front-2011O que é o Document Freedom Day?

É um dia para celebrar e alertar sobre Normas e Formatos Abertos, que acontece na última quarta-feira de Março de cada ano. Neste dia pessoas que acreditam no acesso justo às tecnolocias de comunicação ensinam, executam e demonstram.

O que é ‘Liberdade Documental’?

Documentos que são livres podem ser usados de qualquer forma que o autor queira. Eles podem ser lidos, transmitidos, editados e transformados usando uma variedade de ferramentas. Documentos que não são livres estão presos a um determinado produto ou companhia. O autor não pode escolher como usá-los porque eles são controlados por restrições técnicas, como um carro poderoso que está restrito artificialmente à velocidade de 30Km/h.

É só relacionado com documentos?

Não! Liberdade para controlar o seu trabalho criativo é sobre mais do que só textos e folhas de cálculo – Liberdade Documental é sobre todos os tipos de dados, incluindo artwork, música em papel ou gravada, e-mails e estatísticas. Estes podem ser guardados em formas que potenciam os utilizadores, mas podem também ser guardados em formatos que nos restringem e manipulam a um custo enorme.

Porque é a compatibilidade importante?

Lemvra-se quanto lhe enviaram um ficheiro importante que o seu computador não conseguia ver correctamente? Lembra-se de ter de comprar ou descarregar uma nova aplicação só para poder abrir um anexo que precisava para o seu trabalho? Incompatibilidades como estas são tipicamente causadas por formas de guardar informação que são secretas (‘fechadas’), e propriedade privada (‘proprietárias’). Estes formatos causam enormes problemas para pessoas, companihas e governos, e custam à sociedade muito em criatividade, produtividade e eficiência. Formatos incompatíveis são usados para manipular mercados e permitir a algumas companhias cobrar às pessoas enormes quantidades simplesmente pelo privilégio de aceder aos seus próprios dados. Formatos fechados são também a base dos piores monopólios tecnológicos do mundo. Exemplo: O seu processador de texto usual não consegue abrir um ficheiro feito por um dos seus colegas. Você tem de comprar ou descarregar um novo processador de texto feito pela mesma companhia que o do seu colega só para poder abrir o ficheiro, apesar de já ter um programa que prefere.

O que são Normas Abertas?

São formatos que qualquer pessoa pode usar sem custos ou restrições. Vêm com compatibilidade “incorporada” – a forma como eles funcionam é partilhada publicamente e qualquer organização pode usá-los nos seus produtos e serviços sem pedir permissão. Standards Abertos são a fundação de cooperação e sociedade moderna: carris de comboios, tomadas eléctricas e linguagem natural são todos exemplos de especificações que todos nós usamos e tomamos como garantidas. Imagine se para falar Português precisasse de permissão e pagar uma licença – a sociedade iria regredir e seria caótica. Leia mais sobre Normas Abertas e o que as define.

[Conteúdo retirado de http://www.documentfreedom.org/]

DFD 2012

A comunidade OpenTapajós realizou o Document Freedom Day em Santarém pela primeira vez em 2012. O evento aconteceu no Instituto Federal do do Pará – IFPA no dia 28 de março. Fizeram parte da programação do evento 2 palestras e uma mesa redonda da qual participaram Hélio Correa Filho, Diretor do Centro de Tecnologia da Informação da UFOPA, Professora Caroline Pilletti das Faculdades Integradas do Tapajós – FIT e Professor Carlos Araújo da ULBRA. Um grande público prestigiou o evento que aconteceu também em outras cidades do Brasil como Curitiba, Belém e Rio de Janeiro.

[nggallery id=5]