Prova do POSCOMP será realizada em Santarém

Padrão
A Comunidade de Software Livre Open Tapajós tem orgulho em anunciar que o Exame  Nacional  para  Ingresso  na  Pós-Graduação  em  Computação (POSCOMP) será realizado na cidade de Santarém na data prevista de 29/09/2013. Em contato com os organizadores do POSCOMP (a Sociedade Brasileira de Computação – SBC, e a Coordenadoria de Processos Seletivos da Universidade Estadual de Londrina – Cops/UEL), a Open Tapajós articulou a vinda do certame para Santarém tendo em vista o grande público das instituições de ensino superior na área de Informática em nossa cidade.
O POSCOMP testa conhecimentos na área de Computação e tem como objetivo específico avaliar os conhecimentos de candidatos a Programas de Pós-Graduação em Computação oferecidos no Brasil. A grande maioria dos Programas de Pós-Graduação no país utiliza, de alguma forma, o resultado do POSCOMP em seu processo seletivo (http://www.sbc.org.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=237&Itemid=182). Mais que isso, o POSCOMP também serve para avaliar os conhecimentos dos profissionais de Tecnologia da Informação em relação às principais áreas de estudo da Computação.
A Open Tapajós entrou em contato com a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) e conseguiu, junto ao pró-reitor de planejamento Aldo Queiroz, que a prova seja realizada nas dependências desta instituição. Sendo assim, serão apresentadas maiores informações sobre os locais de prova a partir do dia 23 de setembro, quando a Cops/UEL disponibilizará no endereço eletrônico www.cops.uel.br os cartões de inscrição para serem impressos pelos candidatos.

Na Região Norte apenas 6 cidades serão sede do POSCOMP em 2013: Belém (PA), Manaus (AM), Palmas (TO), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Santarém (PA). Nossa cidade será a única no Norte do Brasil, que não sendo capital, sediará a prova. Então se você deseja ingressar em algum Programa de Pós-Graduação em Computação, testar seus conhecimentos na área de computação ou utilizar as 4 horas de prova como atividade acadêmica complementar, esta é sua chance.

Quer saber mais sobre o POSCOMP 2013?
  • Que dia é a prova?
      29/09/2013
  • Quanto é a inscrição?
       R$ 60,00 para associados da SBC e R$ 80,00 para não associados
  • Qual o período das inscrições?
      das 17 horas do dia 22 de julho de 2013 até às 23 horas do dia do dia 20 de agosto de 2013 pela internet no endereço eletrônico www.cops.uel.br
  • Até quando posso efetuar o pagamento da inscrição?
      Até o dia 21 de agosto de 2013
  • Quantas questões tem na prova? Quantas horas terei para responde-las?
      A prova é composta de 70 questões divididas nas seguintes áreas de conhecimento: Matemática (20), Fundamentos de Computação (30) e Tecnologia da Computação (20). O candidato terá 4 horas para responder as questões. Para maiores informações sobre o processo acesse este LINK onde são apresentadas as principais questões sobre o POSCOMP 2013.

O site da SBC explica mais detalhadamente o que é o POSCOMP e é possível ver as provas das edições anteriores: http://www.sbc.org.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=237&Itemid=182

OpenTapajós forma 1ª Turma em Robótica e Automação

Padrão

Sempre antenados com os assuntos de vanguarda que giram pelo mundo do Software Livre a OpenTapajós tomou a iniciativa de formar a primeira turma com o tema de Robótica Livre da cidade de Santarém usando a plataforma de hardware livre Arduíno. O curso foi realizado no período de 13 de Abril a 04 de Maio sempre aos sábados e contou com a parceria da Universidade Federal do Oeste do Pará – UFOPA que cedeu um laboratório e também algumas placas Arduíno para que o curso fosse realizado.

[nggallery id=6]

O Arduíno é uma plataforma que foi criada para suprir a demanda dos entusiastas de eletrônica que gostariam de uma forma barata e mais fácil de usar e programar microcontroladores para seus circuitos mais complexos. Com o Arduíno, aqueles que já têm algum conhecimento mínimo de programação têm um equipamento prático de utilizar sem exigir grandes conhecimentos de eletrônica; outros que conhecem eletrônica têm uma plataforma fácil de realizar uma interação de alto nível; e alguns que não têm conhecimento nenhum, podem partir do zero e chegar a algo funcional com facilidade.

No dia 13 de Abril iniciou o curso com a temática INTRODUÇÃO A ROBÓTICA/AUTOMAÇÃO – Usando a plataforma Arduíno para resolver problemas do mundo real. Logo no primeiro dia percebemos que o desafio ia ser grande, pois tínhamos desde professores com titulação de mestre a alunos do segundo grau, o publico que foi alcançado pelo curso tinha uma grande diferença de nível acadêmico, mas que pela didática usada pelos instrutores Rafael Brelaz e Luiz Felipe para que essa diferença fosse suprimida notou-se uma boa interação e troca de experiências entre os alunos.

O curso teve os módulos básicos sobre eletrônica, robótica, automação, programação e tudo isso sempre sendo explorado de maneira prática para que o aluno pudesse aprender com as experiências ali passadas. Foram feitos exemplos práticos usando abstrações com leds , buzers (pequeno alto-falante) e botões ativadores, para a interação com o mundo real o curso contou com sensores de temperatura e luminosidade que foram explorados de várias maneiras.

Além, claro, do aprendizado prático na montagem dos circuitos eletrônicos o curso deu toda a base teórica para que os alunos pudessem sair com a melhor experiência possível, focando bastante na parte de programação com a linguagem C/C++/processing que é a linguagem usada nas placas Arduíno.

Passado os dois primeiros sábados do curso, na penúltima aula foi lançado um desafio aos alunos, com alguns componentes deveriam montar projetos que pudessem ser usados em ambientes domésticos, empresariais ou em escolas e Universidades, e os projetos mostrados nos surpreenderam positivamente, com sistemas de alerta de incêndio, contadores de pessoas para não haver superlotação em espaços fechados entre outros que também se mostraram uteis para o dia a dia.

No final do curso foram feitos sorteios, de um quite Arduíno e um Livro com os primeiros passos para usar o microcontrolador em projetos caseiros. Este foi apenas o primeiro curso realizado pela Comunidade OpenTapajós Software livre, já estamos trabalhando para a segunda turma de Introdução a Robótica com Arduíno, e também novidades sendo aguardadas para o próximo semestre.

Aos que se interessam pelo usos compartilhado do conhecimento e querem contribuir ou apenas aprender um pouco mais, fiquem sempre atentos ao site da comunidade, que é o: http://www.opentapajos.org/ e também na nossa página no facebook onde as notícias saem mais rápido http://www.facebook.com/OpenTapajos

Vai tentar uma vaga no mestrado? Conheça o POSCOMP

Padrão

Para quem ainda não conhece o POSCOMP é um exame nacional coordenado pela Sociedade Brasileira de Computação – SBC e realizado anualmente em diversas cidades do Brasil (e desde 2006 é realizado também no Peru em parceria com a Sociedade Peruana de Computação). O POSCOMP tem o objetivo de avaliar os conhecimentos de alunos de cursos de graduação nas áreas de voltadas para a computação e utilizar as notas em processos de seleção de alunos para cursos de Pós-Graduação em Computação.

A ideia de realizar um exame nacional de avaliação permite que alunos possam participar de processos seletivos em qualquer programa de Pós-graduação do país que aceite a nota do exame em seu processo avaliativo. Desta forma não é necessário o deslocamento do aluno para realizar uma prova em cada cidade na qual deseja pleitear uma vaga de mestrado, por exemplo.

Em Santarém a prova foi realizada pela última vez em 2010 numa parceria entre a SBC e a ULBRA e desde então o exame não foi mais realizado na região por falta de quórum. A comunidade OpenTapajós está pleiteando junto a SBC promover novamente a realização do exame em Santarém. Se você tem interesse em fazer o poscomp informe a comunidade através do Formulário ao final desta página. Para saber mais informações sobre o POSCOMP acesse a página da SBC.

Retrocesso – Governo do Paraná fecha acordo com a Microsoft

Padrão

Por  em 15 de abril de 2013

Beto-Richa-Foto-Sergio-Lima-Folhapress

O Governador do Paraná, Carlos Alberto (PSDB), assinou no último dia (09) um acordo de intenções com a Microsoft no Hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O presidente da Microsoft Brasil, Michel Levy, disse que o Paraná está “puxando o trem da competitividade” no país.

O fato interessante é que o Paraná é o único Estado do país que tem lei aprovada de incentivo e uso de Softwares Livres (Lei Estadual 14.058/2003), que determina que a Administração Pública do Paraná deve utilizar, preferencialmente, programas abertos de computador.

Na aquisição de softwares proprietários, deve ser dada preferência para aqueles que operem em ambiente multiplataforma, permitindo sua execução sem restrições em sistemas operacionais baseados em software livre.

Ou seja, a iniciativa também descumpre as leis 14.195/2003 e 15.6742/2007, todas da época do governador Roberto Requião (PMDB), mas que ainda estão em plena vigência.

downloadO Governo do Estado do Paraná tem um dos principais órgãos tecnológicos do país, a CELEPAR, que foi criado para “executar políticas e ações envolvendo o Software livre” no âmbito do Estado do Paraná:

O Governo do Paraná é um dos principais usuários e desenvolvedores de software livre de todo o país.

A opção pelos programas de código aberto faz parte das políticas estratégicas de governo. Sua execução é de responsabilidade da CELEPAR. (leia mais aqui)

A Celepar é responsável por inúmeros projetos de Software Livre público, como por exemplo o Expresso Livre, e que acabarão  afundando no mar do esquecimento e subemprego.

Mas como um Estado que incentiva a prática do Software Livre no país aceita um acordo destes?

Os governos não são feitos de políticos e sim de partidos. No fim das contas, quem governa, manda e desmanda é o partido político do meliante cidadão em que votamos.

Segundo as nossas pesquisas, o PSDB, partido do Governador Beto Richa, tem um histórico interessante de “acordos com a Microsoft”, vejamos:

– No próprio site do PSDB encontramos uma notícia de que o Governador de Goiás, Marconi Perillo, fez uma viajem aos EUA no ano passado (2012) afim de se reunir com a Microsoft e “agradecer” a empresa pela “economia de R$ 90 milhões aos cofres públicos de Goiás”. Se a VERDADEIRA INTENÇÃO do PSDB fosse a economia, teriam usado software Livre e não teriam gasto um único centavo!

– Em 2009 o Governo do Estado do Rio Grande do Sul também fechou parceria com a Microsoft para implantação do “Windows Educação” nas escolas públicas.

– Segundo o Presidente da Microsoft do Brasil, a empresa está negociando os mesmos termos com outros estados do país, como por exemplo o Rio de Janeiro, que apesar de ser governado pelo “PMDBista” Sérgio Cabral, tem aliança com o PSDB.

– O Criador do AI-5 Digital, Eduardo Azeredo, que também é do PSDB, recebeu apoio da Microsoft em pesquisas sobre infecção por vírus no país, e usa este dado para basear sua escrúpula invernada contra a Internet brasileira. É engraçado falar que “se colocarmos rédeas na internet” as infecções por vírus diminuirão, mas ninguém comenta em se usar plataformas menos suscetíveis a vírus como forma de diminuição destes dados…

– Instalações do PSDB são usadas para eventos da Microsoft

Não é uma posição “esquerdista”, muito menos “PTista” e nem sequer confiança ou apoio a algum partido político, mas deu pra ficar bem claro a parceria do tucanato com a Microsoft. A pergunta que não quer calar é: por que será que um partido político teria uma parceria com uma empresa desenvolvedora de software? E a resposta é você quem dá.

Fontes: Diário do Estado, Blog Seja Livre

Chamada de instrutores RHEL e JBOSS

Padrão

Já pensou poder passar o dia inteiro falando sobre Linux (ou JBoss, à sua escolha) a um grupo ávido para aprender sobre o assunto? Já pensou em ganhar dinheiro e viajar pelo Brasil fazendo isso? Pois aqui está sua grande chance.

A Red Hat vai realizar, de 2 a 4 de maio, um treinamento RHCI (Red Hat Certified Instructor) para certificar instrutores aptos a ministrar seus cursos de Red Hat Enterprise Linux ou JBoss.

Para participar, é necessário ter experiência mínima de 2 anos como administrador de sistemas Linux (qualquer distribuição) ou como administrador JBoss (versão comunitária ou Enterprise). Como os materiais de treinamento são 100% em inglês, é obrigatório ter domínio desse idioma ao menos para leitura.

Se você se encaixa nesse perfil, leia com atenção o procedimento descrito abaixo e mãos à obra!

  1. Comece enviando até as 23:59 do dia 14/abril seu currículo por e-mail parapablo.hess[arroba]redhat.com (escreva no assunto: QUERO ENSINAR).
  2. Junto ao seu currículo, informe também a URL onde podemos encontrar um vídeo de até 10 minutos (qualidade VGA ou superior) de você explicando algum assunto não técnico que você domine (exemplos: música, gastronomia, astronomia, pi, história da arte, algum esporte, navegação etc.) para um público inexperiente no assunto. A equipe de instrutores da Red Hat usará esse vídeo para avaliar sua didática, então não se esqueça de caprichar!
  3. Você receberá em poucos dias um retorno a respeito do seu vídeo e do seu currículo.
  1. Se você for selecionado(a), a Red Hat enviará para sua residência uma apostila preparatória para os exames RHCSA e RHCE (no caso de instrutores de RHEL) ou RHCJA (para instrutores JBoss).
  1. Os candidatos selecionados na etapa 3 acima terão direito a exames gratuitos:RHCSA + RHCE para instrutores RHEL, ou RHCJA para instrutores JBoss. Ou seja, é preciso ter conhecimento e dedicação para estudar os assuntos abordados. Os exames serão aplicados no escritório da Red Hat em São Paulo/SP nos dias 29 e 30/abril.
  2. Mediante aprovação nos exames, você participará da certificação para instrutores (RHCI – Red Hat Certified Instructor) de 2 a 4/maio, no mesmo local.

Prazos

14/abril: envio do vídeo

19/abril: recebimento das apostilas para estudo

29/abril: exames RHCSA (10:00) e RHCE (15:00) no escritório da Red Hat em São Paulo/SP

30/abril: exame RHCJA (14:00) no escritório da Red Hat em São Paulo/SP

1/maio: FERIADO, dia do trabalhador

2/maio a 4/maio: treinamento RHCI para os aprovados nos exames RHCSA e RHCE

4/maio: resultados da seleção de instrutores e credenciamento dos instrutores

 

Material de estudo

Se seu currículo e seu vídeo forem aprovados, você receberá em casa até o dia 19/abril uma apostila preparatória para o(s) exame(s) relevantes. Os objetivos dos exames estão descritos nas seguintes URLs:

RHCSA: http://br.redhat.com/training/courses/ex200/examobjective

RHCE: http://br.redhat.com/training/courses/ex300/examobjective

RHCJA: http://br.redhat.com/training/courses/ex248/examobjective

 Fonte: https://chamada-instructors.rhcloud.com/