Lei ODF em Santa Catarina

Dfd_leaflet_front-2011
Padrão
Membros da comunidade de Software Livre e LibreOffice de Santa Catarina estão se movimentando para a criação do projeto da “Lei ODF”, já aprovada nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.
Segue abaixo o projeto de lei para análise. Baixe aqui uma cópia do projeto de Lei.
Está matéria acima é muito interessante e recomendo todos a lerem e a baixar o projeto de lei que a comunidade Software Livre de Santa Catarina apresentou para Assembleia Legislativa.
Irei apresentar este projeto para os Deputados Distritais na Câmara Legislativa do Distrito Federal para quem sabe o DF seja o quinto Estado à aprovar este projeto de lei e gostaria de recomendar os demais companheiros a fazer o mesmo em seu estado.
Quem sabe se um grande número de Estados aprovarem a lei possamos entregar a mesma na Câmara dos Deputados para que eles aprovem como lei federal e assim o Governo Federal, Estadual e Municipal utilizem software livre e os “royalties” que vão para fora do país seja investido dentro do nosso próprio país.

Arduino!!! O que é? Vamos começar a aprender?

Placa Arduíno UNO
Padrão

O que é um Arduino?

O Arduino é uma plataforma que foi criada para suprir a demanda dos entusiastas de eletrônica que gostariam de uma forma barata e mais fácil de usar e programar microcontroladores para seus circuitos mais complexos. Com o Arduino, aqueles que já têm algum conhecimento mínimo de programação têm um equipamento prático de utilizar sem exigir grandes conhecimentos de eletrônica; outros que conhecem eletrônica têm uma plataforma fácil de realizar uma interação de alto nível; e alguns que não têm conhecimento nenhum, podem partir do zero e chegar a algo funcional com facilidade.
Há outras plataformas para microcontroladores de diversos tipos criadas com esse objetivo, mas o Arduino foi gerado com foco em características como custo e facilidade de uso, sendo disponível como hardware e software livre, e buscando como público-alvo pessoas entre professores, estudantes, amadores, e até mesmo aqueles que procuram somente uma forma melhor de interagir com o computador e usá-lo em seu trabalho, como alguns artistas. Recebeu menção honrosa no festival “Ars Eletrônica 2006” e possui licença da Creative Commons como hardware livre.
A plataforma consiste em uma placa com circuitos de entrada/saída para um microcontrolador AVR, um ambiente de desenvolvimento e o bootloader que já vem gravado no microcontrolador, ou que pode ser gravado facilmente caso construa seu próprio Arduino a partir dos esquemas disponíveis. Quem já domina o assunto e quiser usá-lo, poderá também programá-lo como qualquer AVR.

Hardware

As especificações da placa são disponíveis livremente. Ela é fornecida comercialmente com o nome “Arduino” através do fabricante original, e com outros nomes por vários fabricantes diferentes, podendo ser adquirida em várias versões. Ela também pode ser montada pelo próprio interessado, confeccionando tudo por conta própria a um custo baixo.

Por que usar Arduino?

• Baixo custo – Uma pessoa pode comprar um Arduino pagando em torno de R$ 50,00.
• Software para várias plataformas – Microsoft Windows, Mac OS X  e Linux.
• Linguagem simples – Os desenvolvedores do Arduino tentam manter sua linguagem fácil de usar para  iniciantes, mas flexível o bastante para usuários avançados.
• Software livre – O Arduino é completamente um software livre. Se quiser construir seu próprio software ou modificar um, você é livre para isso. Além disso, o Web site oficial do Arduino contém um wiki extensivo no qual amostras de código e exemplos são compartilhados livremente.
• Existe uma comunidade ativa para usuários, por isso, existe uma quantidade enorme pessoas que podem te ajudar.